sexta-feira, março 16, 2007

Horas perdidas em um céu sem estrelas



Aninha teus olhos, criança
que o anil celeste
é negro na infinitude...


(de Sarah Amin, em visita à Hannah)

Nenhum comentário: