domingo, janeiro 07, 2007

Madrugada quando o silêncio é a única testemunha


Fortaleza chove,
madrugada fria,
olhos demasiados tristes, desiludidos.

As lágrimas podem lavar a dor?

Nenhum comentário: