domingo, dezembro 31, 2006

Gatos em apartamento



Nasce o sol. Ela fecha levemente os olhos. Vira o rosto. Ele olha o sol. Olhos arregalados. Os dias tiraram dela a liberdade. Para ele, os dias trazem esperança. Nela, uma certeza implacável: o confinamento. Nele, a avidez por fuga atropela seus dias.

Suspiram.

Ela parece cansada. Ele parece sonhar. Ela aceitou sua sina e tem dias monotonamente felizes. Ele, inquieto, deixa o coração correr além da janela. Ela, mais velha; ele, criança... Mas, ainda estão bem.

As pessoas também são assim: como gatos presos em apartamentos.

(Pensamento de Edward - o amigo visitante - em um momento com vodka, entre gatos, louças, nascer do sol e sono velado...)

2 comentários:

Anônimo disse...

Bonito momento Edward...

"Há muitos planetas habitados
E o vazio da imensidão do céu"

Hannah Abraão em frases de momento disse...

O bom das palavras é o vasto leque de interpretações... e se há vazio na imensidão do céu é porque você foi embora...