segunda-feira, outubro 02, 2006

Brasil de Muitos



Sou do Brasil de muitos.

Meu país é de Buarque, de Meireles, de Veríssimo, de Drummond.
Meu país é com patativas, colibris, beija-flor.
Meu país é das Marias, dos Joãos, das Raimundas e Antônios.

... Meu país é poesia, ritmo, samba, chorinho e bossa-nova...

É país da enxada
suor no rosto
calos na mão.
Meu país é de sorrisos, de soluços,
de dunas e cachoeiras.

Meu país criança é da
experiência
sobrevivência
é fortaleza.

... Já esse país de mensalões é de poucos...

E no jogo de cintura, eu vejo meu Brasil

no acordar cedo,
na correria do trabalho,
no voltar cansado,
suado...

no contar moedas para o pão e cafezinho
e nas noites insones sem dinheiro.

Vejo esse Brasil de muitos

na cachaça com limão,
no espetinho de gato,
cerveja gelada
e samba improvisado.

é na morena que rebola
no banho de chuva com mar
e principalmente no gingar

...

Insisto
e vejo assim o meu país.

Senão, o desgosto é grande.

(Sarah Amin, 2005. Poesia publicada na antologia digital "Este é o meu País", do site www.avbl.com.br)

Nenhum comentário: