sábado, setembro 09, 2006

Bramas


Enquanto teu corpo lateja,
minha vulva pulsa
em um frenesi de desejos.

- o frenesi que só amantes entregues conhecem -

(poesia sobre o meu desejo de agora)

Nenhum comentário: